2022-11-23 18:03:00 Jornal de Madeira

Três jovens com penas suspensas por burlas com subsídio de mobilidade

O Tribunal de Coimbra condenou hoje três jovens por burla qualificada com os subsídios de mobilidade para bilhetes de avião de viagem para a Madeira, avançou o ‘Notícias de Coimbra’. O arguido principal do processo não foi localizado. Depois de dois adiamentos, os jovens conheceram hoje o acórdão do Tribunal. Os quatro arguidos são acusados de burla qualificada e falsificação de documentos e três deles são também acusados do crime de branqueamento. O esquema, de acordo com a acusação, remonta a 2016, quando os quatro jovens, com idades entre os 26 e os 35 anos, de diferentes pontos do país, terão decidido encetar um plano para receber, de forma indevida, o subsídio social de mobilidade que é atribuído aos residentes na Madeira para as viagens entre o arquipélago e Portugal continental.

Pesquisa

Partilhe


Email Netmadeira