2022-11-24 11:56:00 Jornal de Madeira

Deputados do PSD na AR vão votar contra o OE para 2023. “Pretensões da Madeira não foram atendidas”

Miguel Albuquerque reiterou, esta manhã, que os três deputados social-democratas eleitos pelo círculo eleitoral da Madeira à Assembleia da República (AR) vão votar contra o Orçamento de Estado (OE) para 2023, diploma com votação final global agendada para amanhã. O presidente do PSD/Madeira, que falava aos jornalistas numa visita ao Hotel Monte Carlo, no Funchal, voltou hoje a reforçar a posição dos social-democratas madeirenses, dizendo que o sentido de voto vai ao encontro do facto de “grande parte das pretensões da Madeira" não terem sido atendidas, entre as quais a situação da majoração da Universidade da Madeira (UMa) e do subsídio de mobilidade.  No caso em específico da UMa, o líder dos social-democratas entende ser “incompreensível” não ter sido aprovada a majoração conforme tinha sido o compromisso do Governo da República. “Aprovaram para os Açores e não para a Madeira”, criticou, referindo ainda que o subsídio de mobilidade é outra das coisas que gera estupefação. “Acho que é uma situação que é inaceitável do ponto de vista da assunção das responsabilidades do Estado. Vamos ter de continuar a adiantar dinheiro para poder circular dentro do país. Portanto, essa é também uma situação que não de compreende”, notou. “Os madeirenses têm agora a oportunidade de emitir um juízo de valor relativamente a quem é que apoia a Madeira e quem está do lado dos direitos de cidadania dos madeirense e dos protossantenses e quem está contra”, reforçou.

Pesquisa

Partilhe


Email Netmadeira