2022-01-14 18:56:00 Jornal de Madeira

CDU quer reforço de votos para “garantir direitos sociais”

A candidatura da CDU à Assembleia da República esteve hoje numa ação de contactos com as populações do Concelho do Funchal onde a cabeça de lista, Herlanda Amado, denunciou “a falta de sensibilidade dos vários Governos para as necessidades reais e do dia das populações do País e da Região, desde o interior do País às zonas mais afastadas dos centros urbanos, como é o caso da localidade onde decorreu esta iniciativa”. Herlanda Amado, acusou “PS, PSD e CDS que não têm tido qualquer vergonha em fazer várias promessas apenas com o objetivo de caçar o voto das pessoas, sem qualquer respeito pelas suas aspirações a ter uma vida melhor e mais digna. O exemplo que hoje damos, pode ser multiplicado por várias localidades um pouco por todo o País e na Região, onde existem exemplos flagrantes das falsas promessas feitas por estes caçadores de votos, que se tornam implacáveis e insensíveis à realidade vivida por milhares de pessoas”. Disse ainda Herlanda Amado que “nas últimas eleições, e aproveitando-se das reais necessidades das populações, PS, PSD e CDS, estiveram em São Gonçalo, São Martinho, Santo António e em tantos outros lugares, prometendo que as reivindicações antigas destas populações, finalmente seria concretizada, bastava que para isso eles fossem eleitos para os órgãos que estavam a concorrer - Juntas de Freguesia e Câmara Municipal. A verdade é que passaram as Eleições Autárquicas, mudaram os ocupantes das cadeiras do salão nobre da Autarquia Funchalense, veio a proposta de Orçamento e Plano para 2022, e o tão ansiado acesso, que permitiria a quem aqui vive ter outras condições de segurança e acessibilidades, não virá. Estas obras não avançarão, porque nunca estiveram perspetivadas apesar das muitas promessas feitas. As populações mobilizaram-se e com abaixo-assinados e cartas a exigir uma intervenção da Autarquia, nada foi suficiente para que garantissem os compromissos assumidos em campanha eleitoral”. “Um pouco por toda a Região, são necessários concretizar investimentos que poderiam garantir a qualidade de vida e a segurança de tanta gente permitindo um real desenvolvimento das várias localidades. Agora que se aproximam eleições para a Assembleia da República, voltam os mesmos com novas promessas. Voltam os mesmos partidos, na tentativa de caçar o voto daqueles que, ainda crentes, que é possível ultrapassar as desigualdades sociais e territoriais, que é possível ultrapassar as dificuldades impostas pelos baixos salários, que é possível ultrapassar as carências habitacionais de milhares de madeirenses e portossantenses, de que agora sim, é possível garantir outra qualidade de vida às populações”, fez saber ainda. Herlanda Amado diz que “os atores mantém-se os mesmos, mudando apenas as roupagens com que se apresentam às populações, mas aqui é necessário alertar que quem não teve qualquer problema em prometer no plano mais local, o acesso desejado, também não terá qualquer problema em prometer mais salários, mais emprego ou mais habitação. Mas o que temos assistido recentemente são a mais encargos, com o aumento do custo de vida, de quem já pouco tem para conseguir viver dignamente”. Assegura que a CDU “é reconhecida como sendo a força que luta pelo do direito ao trabalho com direitos, como a força que luta diariamente pelos direitos das populações e dos trabalhadores, como a força que nunca desiste porque tem a verdade e a justeza das reivindicações das populações do seu lado, por isso dizemos que para reforçar os direitos das populações da Região, só reforçando a CDU na Assembleia da República”. Ou seja, “temos provas dadas da nossa resiliência, combatividade e que apesar dos obstáculos impostos por PS, PSD e CDS, não desistiremos de levar a voz e as lutas das populações aos mais variados planos de intervenção institucional”. “Como temos afirmado, ninguém é dono do voto de ninguém e assim queiram as pessoas, a 30 de janeiro, os direitos das populações serão reforçados na Assembleia da República, reforçando a CDU”, finalizou.

Saiba como vai estar o tempo este sábado

2022-01-29 07:15:00 Jornal de Madeira

Doentes de saúde mental discriminados

2022-01-29 06:55:00 Jornal de Madeira

Madeira regista mais uma morte de doente positivo à covid

2022-01-28 20:31:00 Jornal de Madeira

Mais 1.011 novos casos de covid-19 na Madeira

2022-01-28 20:01:00 Jornal de Madeira

Pesquisa

Partilhe

Booking.com

Email Netmadeira