2023-12-02 18:44:00 Jornal de Madeira

Alerta de ‘tsunami’ levantado após forte sismo nas Filipinas

 O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico levantou o aviso de ‘tsunami’ em Mindanau, nas Filipinas, após um forte sismo de magnitude 7,6 ter sido hoje registado no leste desta ilha. “Com base em todas as informações disponíveis, a ameaça de ‘tsunami’ provocada por este terramoto foi concluída”, afirmou o serviço norte-americano. “Mantenha vigilância e tenha cuidado se estiver perto do mar”, recomendou o organismo aos habitantes da região, que registou variações entre 01 e 08 centímetros acima da maré normal na costa leste de Mindanau. “Pequenas flutuações no nível do mar podem ocorrer em algumas áreas costeiras próximas da zona do terramoto durante as próximas horas”, afirmou ainda a mesma fonte. Por seu lado, o departamento de sismologia filipino Phivolcs mantém ainda o alerta sobre a chegada de ondas de um metro acima da maré normal ou até mais altas em zonas fechadas como baías e estreitos. O departamento filipino, que pediu aos residentes das cidades costeiras das províncias de Surigau do Sul e Davau Oriental que abandonassem as suas casas, disse que as primeiras ondas deveriam ter chegado entre as 22:37 e as 23:59 locais (menos oito horas em Lisboa). O sismo também levou o Japão a ativar o alerta de ‘tsunami’ em zonas do sudeste do país devido à ameaça de ondas até um metro de altura acima da maré normal. Um forte sismo de magnitude 7,6 foi registado às 22:37 locais (14:37 em Lisboa) ao largo da ilha de Mindanau, nas Filipinas, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), tendo sido emitido um alerta de ‘tsunami’ pelas autoridades locais. O terramoto foi seguido por várias réplicas, incluindo algumas de magnitude 6,4 e 5,8 na mesma região, segundo dados do USGS. O USGS, que vigia a atividade sísmica em todo o mundo, localizou o epicentro a uma profundidade de 32 quilómetros e a cerca de 21,2 quilómetros a sudeste da cidade de Hinatuan, com mais de 40 mil habitantes. Com base na magnitude e localização do abalo, o Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico disse que ondas acima de um metro poderiam atingir as Filipinas, a Indonésia, Palau e a Malásia. As Filipinas, um dos países mais propensos a desastres naturais a nível mundial, sofrem sete mil sismos e erupções vulcânicas todos os anos, a maioria deles moderados, devido à sua localização no “Anel de Fogo” do Pacífico, um arco de falhas sísmicas ao redor do oceano. O arquipélago também é atingido por cerca de 20 tufões e tempestades todos os anos.

Hezbollah voltou a atacar o norte de Israel com artilharia

2024-02-27 08:56:00 Jornal da Madeira

Filho mais velho de Donald Trump recebe carta com pó branco

2024-02-27 08:30:00 Jornal da Madeira

Japão concede nova ajuda humanitária a Gaza

2024-02-27 08:16:00 Jornal da Madeira

Europa deve reforçar-se militarmente perante ameaça russa

2024-02-26 22:00:00 Jornal da Madeira

Pesquisa

Partilhe

Email Netmadeira