2023-11-30 12:29:00 Jornal de Madeira

EEM e ACIF estão a participar na reunião final do projeto INSULAE

A ACIF-CCIM e a EEM encontram-se a participar no evento final do Projeto INSULAE, em Paris, no qual estão a ser apresentados os resultados dos 56 meses de execução do projeto. Na sessão, os representantes do INSULAE demonstram soluções e contributos para uso eficiente da energia nas ilhas da UE, nomeadamente através da apresentação de um instrumento de planeamento de investimentos (IPT) capaz de criar planos de ação para as ilhas gerarem a sua própria energia sustentável e de baixo custo. O INSULAE é um projeto cofinanciado pela Comissão Europeia, através do Programa Horizonte 2020, que tem como objetivo fomentar a implementação de soluções inovadoras para a descarbonização das ilhas da União Europeia. Teve início em abril de 2019 e termina hoje, a 30 de novembro de 2023. O INSULAE agrega 26 parceiros de diversos países, incluindo instituições de pesquisa, universidades, serviços públicos, municípios e empresas que atuam no setor da energia, sendo o consórcio liderado pelo centro de pesquisa espanhol CIRCE. Na Madeira, os parceiros do projeto são a EEM-Empresa de Electricidade da Madeira, S.A., que lidera as atividades a desenvolver na Madeira, e a ACIF– Câmara de Comércio e Indústria da Madeira. Através de demonstrações em três ilhas-faróis localizadas na Croácia (Unije), na Dinamarca (Bornholm) e em Portugal (Madeira), foi estimulada a implementação de soluções inovadoras para a descarbonização das ilhas da União Europeia. Foram realizadas intervenções em sete casos de uso replicáveis, cujos resultados validaram uma ferramenta de planeamento de investimentos demonstrada em quatro ilhas seguidoras, localizadas em Espanha (Menorca), na Alemanha (Nordenrey), na Grécia (Psara) e em Guadalupe (Maria Galante), e consequentemente no desenvolvimento de quatro planos de ação respetivos. As três ilhas de demonstração escolhidas complementaram-se em vários aspetos tais como: localização, tamanho, ligação com o continente, desenvolvimento económico, percentagem de renováveis e quantidade de emissões. Pretendeu-se demonstrar que os sistemas energéticos baseados em fontes renováveis são 40 a 70 % mais baratos do que a produção a diesel. Neste sentido, as ilhas intervencionadas pelo INSULAE, poderão alcançar uma redução média de 11 % no consumo de combustíveis fósseis.

Preços das casas no Funchal subiram 18,2% no início do ano

2024-07-19 19:42:00 Jornal da Madeira

Pesquisa

Partilhe

Email Netmadeira