2020-01-24 03:21:46 Diário de Notícias da Madeira

Homem que se fez passar por funcionário das Finanças e da PJ acusado de burlar dono de pensão

O arguido tem antecedentes criminais, tendo estado preso várias vezes, em cumprimento de penas por crimes de roubo, coação, abuso de confiança, burla, passagem de moeda falsa, afirmando a acusação que parte dos ilícitos ocorreram quando já se encontrava no estabelecimento prisional, sendo que, num dos processos, um guarda prisional foi constituído arguido por alegadamente ter recebido dinheiro a troco de deixar entrar telemóveis.

Pesquisa

Partilhe

Booking.com

Email Netmadeira