2020-09-30 15:54:00 Jornal de Madeira

Cardeal Pell regressa a Roma após absolvição por pedofilia

O cardeal australiano George Pell, absolvido em abril num caso de pedofilia na Austrália, chegou hoje a Roma após uma ausência de mais de três anos. O ex-secretário da Economia do Vaticano, destituído do cargo na sequência do processo judicial, foi absolvido em abril pelo mais alto tribunal da Austrália depois de ganhar um recurso contra a sua condenação, em sentença proferida em março de 2019, a seis anos de prisão por cinco acusações de abuso sexual de menores ocorrido na década de 1990. O cardeal não tem qualquer encontro marcado com o Papa, cumprindo agora uma quarentena de 14 dias. George Pell, que vive na arquidiocese de Sydney desde sua libertação, foi sucedido como ministro das Finanças do Vaticano pelo jesuíta espanhol Juan Antonio Guerrero Alves. Conhecido pela sua garra e conhecimento em assuntos económicos, George Pell foi nomeado em 2014 pelo Papa Francisco para chefiar um novo Secretariado da Economia, responsável pelo controlo das finanças e das despesas nas várias administrações do Vaticano. A tarefa despertou grande resistência interna na Cúria Romana (governo do Vaticano) acostumada a uma grande autonomia financeira. O retorno de Pell ao Vaticano ocorre menos de uma semana depois de o cardeal italiano Angelo Becciu ter sido forçado pelo Papa Francisco a renunciar ao cargo de prefeito da Congregação para as Causas dos Santos e aos direitos de cardeal na sequência de uma acusação de peculato por enviar fundos do Vaticano para a cooperativa do seu irmão.

Pesquisa

Partilhe

Booking.com

Email Netmadeira