2020-07-12 17:58:00 Jornal de Madeira

Hamilton vence pela primeira vez no ano em que persegue recordes na F1

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) conquistou hoje a primeira vitória da temporada e ascendeu ao segundo lugar do campeonato do mundo de Fórmula 1, num ano em que persegue o recorde de títulos do alemão Michael Schumacher (sete). Hamilton venceu o Grande Prémio da Estíria, disputado no mesmo Red Bull Ring de Spielberg, na Áustria, que há uma semana recebeu a prova de abertura do campeonato de 2020, gastando 1:22.50,683 horas para cumprir as 71 voltas previstas, deixando o companheiro de equipa, o finlandês Valtteri Bottas, a 13,719 segundos, e o holandês Max Verstappen (Red Bull), a 33,698 segundos, numa prova marcada pela desistência dos dois Ferrari logo na primeira volta na sequência de um toque entre os dois. O monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que largou da 14.ª posição, depois de uma penalização de três lugares por ter atrasado um adversário durante a qualificação de sábado, foi demasiado otimista na curva 3 e abalroou o companheiro de equipa, o alemão Sebastian Vettel, destruindo a asa traseira do carro do piloto germânico e o fundo plano do seu próprio carro. "Obviamente que as desculpas não são suficientes numa altura destas. Deixei mal a equipa. Pedir desculpas não é suficiente. Espero ter aprendido com o meu erro e voltar mais forte nas próximas corridas", disse Leclerc, que admitiu ter sido "demasiado otimista" na abordagem à curva. Já Vettel, que não terá o seu contrato renovado no final do ano, culpou Leclerc: "Não havia espaço". "Já estávamos três carros naquela curva. Fiquei surpreso porque não esperava que o Charles [Leclerc] fizesse alguma coisa. É algo que devemos evitar. Não havia nada que eu pudesse fazer", disse ainda o antigo campeão mundial, que lamentou não ter podido experimentar as evoluções trazidas pela equipa, pois desistiu logo na primeira volta. Esse foi um dos momentos altos da prova, que só nas últimas voltas voltou a conhecer alguma animação. Lewis Hamilton dominou as operações na frente e nunca foi ameaçado pelos adversários. Verstappen ainda tentou acompanhar o ritmo do britânico, mas desgastou os pneus traseiros e acabou por ser ultrapassado por Bottas a três voltas do fim. "Tentei defender-me, mas já sabia que, se não fosse naquela volta, seria passado na seguinte. Mas pelo menos foi divertido, porque o resto da corrida foi aborrecida", disse o holandês, que ainda foi às boxes trocar de pneus. O tailandês Alexander Albon (Red Bull) foi quarto, já a 44,400 segundos do vencedor, com o britânico Landro Norris (McLaren) a terminar em quinto. A melhor volta da corrida ficou para o espanhol Carlos Sainz (McLaren), que foi apenas nono, a uma volta do vencedor. Com estes resultados, Hamilton subiu de quarto a segundo no campeonato, com 37 pontos, estando a seis do líder, Valtteri Bottas, que tem 43.

Pedro Paixão sonha vencer Rali Vinho Madeira

2020-08-04 20:29:00 Jornal de Madeira

Azouni por três épocas

2020-08-04 19:00:00 Jornal de Madeira

Marítimo oficializa contratação de Fumu Tamuzo

2020-08-04 18:54:00 Jornal de Madeira

Dybala bate Ronaldo e é eleito o melhor do ano em Itália

2020-08-04 16:12:00 Jornal de Madeira

Pesquisa

Partilhe

Booking.com

Email Netmadeira