2023-12-03 12:32:00 Jornal de Madeira

Tatiana Pinto agradece “papel fundamental” dos portugueses para a seleção feminina

A futebolista Tatiana Pinto enalteceu hoje o “papel fundamental” do público português na participação da seleção lusa na Liga das Nações A feminina, convidando os adeptos a marcarem presença no jogo ante a França, na terça-feira. “Os portugueses têm sempre um papel fundamental para nós, e para nós é sempre uma motivação extra tê-los por perto, sentir o seu apoio desde o início até ao fim dos jogos”, afirmou a internacional portuguesa, em conferência de imprensa. Tatiana Pinto lamentou a entrada desinspirada de Portugal frente à Noruega, na sexta-feira, na qual sofreu dois golos ainda dentro dos primeiros 10 minutos de jogo e não evitou um resultado desfavorável (4-0). Quatro dias após o desaire em Oslo, a média garante que Portugal tudo fará para que essa ‘entrada em falso’ não volte a acontecer. “É lógico que não foi o arranque que esperávamos. Os primeiros 10 minutos, logo a sofrer dois golos, foi realmente um momento infeliz da nossa parte, é verdade, mas já refletimos o que tínhamos a refletir e neste momento encontramo-nos já a preparar e a pensar no jogo de terça-feira, contra a França, e obviamente que esse tipo de coisas não podem nem devem acontecer a este nível”, reconheceu. A jogadora de 29 anos, que frente à Noruega cumpriu a 110.ª internacionalização por Portugal, acredita ter ainda espaço para melhorar e evoluir na sua carreira apesar de já contar com um longo percurso a defender as cores da seleção nacional. “Provavelmente a nível de ritmo ou tático poderei ainda evoluir mais, e posso fazê-lo em qualquer fase da minha carreira. Há coisas que são inegociáveis para mim e essa é uma delas”, assegurou a jogadora que alinha nas inglesas do Brighton. A seleção portuguesa voltou a trabalhar na Cidade do Futebol, em Oeiras, após ter chegado na véspera de Lilleström, na Noruega, com uma sessão de treino matinal que não contou com Jéssica Silva, que cumpriu exames de forma a diagnosticar o problema físico que a obrigou a sair mais cedo do encontro de sexta-feira, ante a Noruega. Em sentido oposto, as avançadas Kika Nazareth e Telma Encarnação, que foram poupadas ao último encontro, disputado em solo nórdico, devido a impedimentos físicos de reduzida gravidade, já trabalharam sem limitações e constituem opção para a receção à França, agendada para esta terça-feira, em Leiria, pelas 18:15 horas. Com apenas uma jornada por disputar, Portugal ocupa a quarta e última posição do Grupo A2, com três pontos, e para evitar a despromoção à Liga das Nações B terá de vencer a líder França (13 pontos) e esperar que a Noruega (cinco), terceira e em posição de play-off de manutenção, perca com a Áustria (sete), segunda colocada.

Pesquisa

Partilhe

Email Netmadeira