Costa defende que salários de técnicos superiores são “problema de Estado" para próxima legislatura
O primeiro-ministro, António Costa, defendeu hoje ser “indispensável” que haja um “aumento significativo” dos técnicos superiores da administração pública, considerando tratar-se de um “problema de Estado” que deve ser resolvido na próxima legislatura. No debate quinzenal no parlamento, António Costa foi questionado pelo líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, se era “uma coincidência” ter defendido em entrevista ao Expresso que deveria ser retomada uma atualização salarial na função pública em vésperas de eleições, tal como aconteceu em 2009, no tempo do Governo socialista de José Sócrates. “Tive ocasião de sinalizar que é indispensável que o Estado proceda a um aumento significativo do quadro remuneratório dos seus técnicos superiores superior sob pena de o Estado não ter capacidade de concorrer com a contratação pelo setor privado dos recursos humanos mais qualificados, é um problema de Estado que temos de assumir e que tem de ser resolvido”, afirmou. O primeiro-ministro acrescentou ainda que não se trata de uma afirmação visando as eleições legislativas de outubro. “Não, não é agora para as eleições, mas tem de ser resolvido durante a próxima legislatura porque senão o Estado vai sendo desqualificado e um Estado desqualificado é um Estado fraco e incapaz, que depois não tem capacidade de enfrentar poderes fortes com que tem de lidar e ser capaz de regular”, defendeu António Costa.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...