Europeias: Mais de 125 mil emigrantes elegem eurodeputados do país de residência
Mais de 125 mil emigrantes portugueses optaram por se inscrever no recenseamento para a eleição de eurodeputados do país de residência, a maioria em França, Espanha e no Luxemburgo, de acordo com os dados oficiais. Segundo dados da Administração Eleitoral, para as eleições europeias de 26 de maio, o número de portugueses residentes no estrangeiro que optaram por se inscrever no recenseamento para eleição de eurodeputados do país de residência é de 125.630, distribuídos por 20 dos 28 países da União. Os emigrantes portugueses na União Europeia podem optar entre votar nos candidatos portugueses ao Parlamento Europeu ou nos candidatos dos países onde vivem. Os portugueses que vivem no estrangeiro e optam por eleger eurodeputados portugueses votam presencialmente nos postos consulares no estrangeiro. Conforme explicou à agência Lusa fonte da Administração Eleitoral, "os cidadãos portugueses que manifestaram vontade junto das autoridades locais em eleger os eurodeputados do país de residência são suspensos dos cadernos eleitorais portugueses". França (81.987), Espanha (17.099) e Luxemburgo (15.470), países com algumas das mais importantes comunidades portuguesas na Europa, concentram a grande maioria dos portugueses que optaram por eleger eurodeputados de outras nacionalidades. O Reino Unido, com uma comunidade estimada em 400 mil portugueses, regista apenas 135 inscritos para eleger eurodeputados britânicos. Alemanha (3.899), Holanda (3.456) e Bélgica (1.946) são outros países em que o número de inscritos portugueses para a eleições de eurodeputados locais fica acima de 1.000, ficando nos restantes 14 países abaixo desse número. Chipre e Letónia com um recenseado cada, Eslovénia com três e Hungria e República Checa com seis cada são os países com menos inscritos. Há ainda portugueses a participar na eleição de eurodeputados locais na Áustria (127), Finlândia (95), Grécia (28), Irlanda (15), Itália (653), Malta (168), Polónia (23) e Suécia (512). Cerca de 10,7 milhões de eleitores estão registados nos cadernos eleitorais portugueses para votar nas eleições para o Parlamento Europeu, de acordo com os últimos dados do recenseamento eleitoral. Os eleitores com capacidade eleitoral ativa são no total 10.761.156, quando nas anteriores eleições para o Parlamento Europeu, em maio de 2014, eram 9.696.481. O número de eleitores residentes no estrangeiro passou de menos de 300 mil nas eleições de 2014 para 1.431.825, resultado do processo de recenseamento automático. Deste total de cerca 1,4 milhões, 583.680 são residentes fora da Europa e 848.145 estão inscritos como residentes na Europa. Estão também registados 10.751 cidadãos de outros países da União Europeia (UE), o que também constitui um aumento em relação aos 8.981 inscritos para as anteriores eleições.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...