Oito agentes condenados no caso Cova da Moura
Oito dos 17 agentes da PSP da esquadra de Alfragide, Amadora, foram condenados por crimes de sequestro, ofensa à integridade física agravada, denúncia caluniosa e falsificação de documentos. Outros três foram absolvidos pelo crime de falsidade de documento. De acordo com a TVI24, a juíza deixou cair as acusações de tortura e crimes de racismo. O caso remonta a 5 de fevereiro de 2015. Os arguidos foram acusados de terem, alegadamente, agredido e insultado seis jovens da Cova da Moura. Em causa estão crimes de denúncia caluniosa, injúria, sequestro, ofensa à integridade física, falsificação de documento e falsidade de testemunho.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...