Europeias: Vasco Cordeiro acusa PSD de se "esquecer" que os Açores são Europa
O líder do PS/Açores e também presidente do executivo da região, Vasco Cordeiro, acusou hoje o PSD de se "esquecer" que "os Açores são Europa", não indicando candidato regional às europeias da próxima semana. "É caso para dizer que está nas mãos de cada um dos açorianos dizer que não aceitamos ser tratados desta forma, que queremos ter a nossa voz no Parlamento Europeu e essa voz é de um deputado", vincou Vasco Cordeiro num jantar-comício do PS, esta noite em Vila Franca do Campo, na ilha de São Miguel. O socialista referia-se ao facto de o PS ter o açoriano André Bradford em quinto na lista ao hemiciclo europeu, ao passo que o PSD não apresenta ninguém pela região, depois da polémica em torno do avançar ou não de Mota Amaral e do lugar do antigo Presidente da Assembleia da República na lista social-democrata. "Não aceitamos ser tratados como europeus de segunda, remetidos para o tratamento de um assessor", insistiu Vasco Cordeiro, antes de apelar ao voto no PS no sufrágio do próximo domingo. O chefe dos socialistas açorianos dirigiu-se na sua intervenção aos agricultores, pescadores, empreendedores e também aos jovens da região, sinalizando que "estas não são apenas mais umas eleições europeias". E concretizou, numa intervenção em que também recordou o histórico socialista Mário Soares: "Pela Europa que defendemos e que queremos, o dia 26 de maio é um dos combates políticos da nossa vida". Já André Bradford, quinto nome na lista do PS ao hemiciclo europeu, interveio também no jantar-comício - em que estão presentes o líder do PS, António Costa, e o cabeça de lista dos socialistas às europeias, Pedro Marques - para criticar a "missão semi-secreta" que foi a passagem de "algumas horas" de Paulo Rangel pelos Açores.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...