“Não queremos em Portugal pessoas que possam constituir uma ameaça”, diz ministro dos Negócios Estrangeiros
No caso de Portugal, garantiu, o objetivo é procurar “uma solução que nunca será a melhor possível, porque a melhor possível era estas pessoas não se terem deixado embarcar numa aventura, se foi uma aventura, ou estas pessoas não terem aceitado fazer parte, direta ou indiretamente, de uma das organizações mais sinistras e que mais ameaça a liberdade, a democracia e a segurança”, disse.
Ler mais
Fonte: Diário de Notícias da Madeira

2019-05-17 19:41:00
Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like