É aos tribunais que compete declarar paralisação ilícita devido à greve nos blocos operatórios, diz advogado
Já na quinta-feira, o Supremo Tribunal Administrativo admitiu a intimação para a proteção de direitos, liberdades e garantias da classe apresentada pelo Sindepor a contestar a requisição civil decretada pelo Governo, que abrange quatro dos dez hospitais onde decorre a “greve cirúrgica”, dando cinco dias ao executivo para apresentar a sua defesa.
Ler mais
Fonte: Diário de Notícias da Madeira

2019-05-17 19:41:00
Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like