Intensidade do vento no aeroporto da Madeira aumentou um nó desde 2015
A intensidade do vento na zona do Aeroporto da Madeira aumentou um nó desde 2015, situação responsável por diversos constrangimentos na operação aeroportuária, disse hoje, no Funchal, o responsável do Instituto Português do Mar e da Atmosfera na região. "Não se sabe se este efeito é temporário ou se está correlacionado com as alterações climáticas e vai ficar sempre assim", advertiu Victor Prior, numa conferência sobre o "Regime de Ventos no Arquipélago da Madeira", na delegação regional da Ordem dos Engenheiros. O meteorologista explicou que os dados existentes até ao momento e as comparações e estudos feitos durante cerca de um ano permitem concluir que a intensidade do vento aumentou gradualmente um nó desde 2015, tendo, no entanto, registado uma "ligeira diminuição" em 2018. "Não é muito, mas é o suficiente para acontecer aquilo que temos visto", disse, referindo-se às dificuldades operacionais cada vez mais frequentes no Aeroporto Cristiano Ronaldo, localizado no concelho de Santa Cruz, zona leste da ilha. Victor Prior indicou que está em curso um processo de aquisição de dois equipamentos de precisão para medir os ventos e, desse modo, estudar a possibilidade de alterar os limites mandatórios atualmente em vigor. "Estes equipamentos permitirão medir em tempo real a turbulência e dar melhor informação às aeronaves", disse, indicando que deverão ser instalados até ao final do próximo ano. "Depois haverá um período de testes e a partir daí serão apresentados os dados e alguém decidirá aquilo que será feito no futuro", concluiu.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...