“Governo Regional não interfere” nos assuntos religiosos
“O Governo exerce um poder temporal, a diocese um poder espiritual”, referiu o líder do Executivo, explicando que “são poderes independentes e a Diocese e o bispo do Funchal têm toda legitimidade para tomar as decisões que entenderem, no quadro daqueles que são os poderes da Diocese”.
Ler mais
Fonte: Diário de Notícias da Madeira

2019-10-18 21:12:00
2019-10-18 20:39:00
Mostrar mais notícias
Carregando...