CDS reclama a autoria de várias medidas
Gonçalo Pimenta reclamou hoje para o CDS a autoria de um conjunto de medidas que vieram a ser implementadas pela Câmara Municipal do Funchal. “Se a Câmara devolve hoje aos funchalenses 1,2 milhões de euros de IRS, foi por proposta do CDS”, disse, acrescentando que o mesmo sucedeu com o apoio nas mensalidades às crianças que hoje frequentam as creches privadas, com o IMI familiar, com a taxa reduzida para as esplanadas e toldos para os comerciantes, com a redução do preço dos parcómetros em algumas zonas da cidade e com a redução da derrama para 1.700 empresas. E o mesmo só não acontece com o “preço da água” potável e com a “legalização das casas clandestinas” porque a Câmara ainda “não regulamentou” estas propostas centristas já aprovadas, acrescentou no discurso durante as cerimónias comemorativas do 25 de abril, no Município do Funchal. Gonçalo Pimenta rejeitou, por outro lado, que os eleitores tenham apenas para escolher “entre o populismo do senhor Paulo Cafôfo e a desilusão do senhor Albuquerque”, considerando que há também “o jovem Rui Barreto”.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

2019-07-19 08:40:00
Mostrar mais notícias
Carregando...