Via Expresso retomada até ao próximo mês de junho
O anúncio foi feito por Rita Andrade nas comemorações da freguesia de São Jorge. A freguesia de São Jorge está a celebrar 504 anos de existência. E, para assinalar este marco, a secretária regional da Inclusão e Assuntos Socias, em representação do Governo Regional, "gostava de deixar algo mais do que palavras bonitas", garantindo que "vamos retomar a obra de construção da via expresso entre a Ribeira de São Jorge e o Arco de São Jorge até ao próximo mês de junho". A governante recordou que "no dia 4 deste mês, o Conselho de Governo autorizou a cessão da posição contratual de uma empresa a uma outra no contrato de empreitada da "Via Expresso Ribeira de São Jorge/Arco de São Jorge – 2.ª Fase". Será uma obra que contribuirá para a melhoria substancial das ligações rodoviárias da costa norte da ilha, assim como uma melhoria da qualidade de vida dos habitantes". "Sabemos que é um desejo antigo, um desejo legítimo, que irá igualmente permitir uma melhoria da atividade económica, nomeadamente através do turismo, eliminando a exposição ao perigo das quebradas a que o tráfego rodoviário na costa norte está sujeito, bem como aos recorrentes encerramentos de tráfego com vista à limpeza e desobstrução da via", realçou ainda Rita Andrade. A secretária regional garantiu ainda que "não é intenção do Governo Regional abandonar a atual Estrada Regional, pelo contrário, pretendemos continuar a fazer a sua manutenção, até porque é uma estrada importante do ponto de vista da mobilidade e pelo seu valor paisagístico. A obra da Via Expresso Ribeira de São Jorge – Arco de São Jorge, não irá, pois, invalidar a manutenção desta Estrada Regional, embora passe a representar o acesso privilegiado às freguesias de São Jorge e do Arco de São Jorge, melhorando significativamente a ligação rodoviária entre as duas sedes dos concelhos de Santana e de São Vicente, beneficiando toda uma área com enorme potencial, nomeadamente turístico". Como referiu a governante, "passará a haver, assim, um aumento da segurança rodoviária e dos benefícios em termos do conforto das condições de circulação. Estamos certos que tais benefícios, dado o papel essencial que os custos de transporte têm , irão contribuir para aumentar a atratividade da área abrangida. Esperando-se que incentive a instalação de novas atividades económicas e potencialize outras oportunidades de investimento". A empreitada de construção da 1.ª fase da obra incluiu a construção de 3 túneis, com uma extensão total de 4,4 quilómetros. A sua conclusão ocorreu em finais de 2010, tendo representado um investimento de aproximadamente 52,1 M€. A 2.ª fase da obra que o Governo Regional inicia em meados deste ano vai permitir concluir os trabalhos necessários à abertura ao público desta Via Expresso, em perfeitas condições de utilização. Esta empreitada está orçada em 38,9 M€. No global das duas fases, o investimento será de 91 milhões de euros para o total da Via Expresso, Via que será constituída por três túneis bidirecionais, três viadutos e três rotundas de ligação à rede rodoviária existente, nomeadamente na Ribeira de São Jorge, em São Jorge e no Arco de São Jorge.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

2019-07-17 22:46:00
Mostrar mais notícias
Carregando...