Carrinha com 52 migrantes rompe barreiras fronteiriças e entra em Ceuta
Félix Azón, que prestou declarações à imprensa depois de um evento organizado pelo Executive Forum, no seu discurso nesta reunião previu que este ano menos da metade dos migrantes chegará por via marítima, em relação ao ano passado, quando chegaram 60 mil em mais de 2.400 embarcações.
Ler mais
Fonte: Diário de Notícias da Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like