Menino morre ao atirar-se de nono andar para fugir à violência dos pais na Ucrânia
Um menino ucraniano de oito anos morreu depois de se atirar da janela do apartamento onde vivia com os pais, num nono andar. De acordo com o Notícias ao Minuto, a criança estaria, alegadamente, a fugir de mais um episódio de violência por parte dos pais. A mesma fonte, que cita o The Sun, informa que o incidente aconteceu a 23 de agosto, quando Anton estava a chegar a casa da escola. Um dos vizinhos diz que ouviu os pais a baterem no menino e depois o som de alguém a correr. "Passaram-se alguns segundos e depois ouvi o som terrível de um corpo a bater no chão", acrescentou Zhanna, uma vizinha do mesmo prédio, em Enerhodar, na Ucrânica. "Fui à janela da cozinha e vi o corpo lá em baixo. Chamei uma ambulância e a polícia", acrescentou a mulher. Anton ficou com ferimentos muito graves na cabeça e acabou por ser declarado morto no local. De acordo com a mesma publicação, os pais indicaram que batiam no filho quando este se portava mal e admitiram que ele se atirou da janela logo após lhe terem batido. Ambos estão a ser investigados e podem incorrer numa pena de prisão de até cinco anos, se forem considerados culpados. Oksana Zelenska, diretora da escola que Anton frequentava, afirmou à imprensa que o menino tinha algumas dificuldades de aprendizagem e tinha repetido o primeiro ano. "Os pais não estavam minimamente interessados nele", acrescentou.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...