1.500 estrangeiros na África do Sul fogem da violência xenófoba
“O ACNUR apela ao Estado [sul-africano] a tomar todas as medidas possíveis para garantir a segurança e o bem-estar das pessoas”, sublinhou o porta-voz. “Os autores dos actos criminosos devem responder pelos seus actos nos tribunais”, acrescentou.
Ler mais
Fonte: Diário de Notícias da Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...