Três palestinianos mortos por soldados israelitas depois do primeiro ataque com mísseis desde meados de julho
Três palestinianos foram mortos por soldados israelitas no norte da Faixa de Gaza, depois do primeiro ataque com mísseis em mais de um mês, anunciou hoje o ministério da Saúde da Faixa de Gaza. O exército israelita anunciou que na noite de sábado para hoje, três mísseis foram disparados da Faixa de Gaza, controlada pelo movimento armado palestiniano Hamas, em direção a Israel. Dois dos três mísseis foram intercetados pelo dispositivo antimísseis israelita “Cúpula de Ferro”, mas alguns fragmentos caíram em cima de uma residência em Sderot, uma cidade poucos quilómetros a leste da Faixa de Gaza, segundo avançaram os militares e a polícia israelitas. Em retaliação, o exército israelita anunciou ter alvejado “suspeitos armados em Gaza, que estavam a aproximar-se da barreira” que separa Israel do enclave palestiniano. Apesar de estes ataques com mísseis terem sido os primeiros desde meados de julho em Gaza, as tensões já estavam a crescer há alguns dias na região controlada desde 2007 pelo Hamas. Na semana passada, Israel anunciou ter antecipado “um grande ataque” na sua fronteira com Gaza, matando quatro palestinianos vestidos com uniformes e munidos de armas de assalto, lançadores de mísseis e granadas, e que estavam alegadamente a tentar passar a fronteira para o lado israelita. O Hamas não assumiu a responsabilidade, mas as autoridades israelitas culparam o movimento. A Faixa de Gaza tem sido, desde março de 2018, palco de protestos semanais geralmente acompanhados por violência.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like