Caracas acusa EUA de terem pressionado Não-Alinhados para não participarem em reunião
Arreaza explicou que os países do MNOAL vão avançar com “ações concretas” se os Estados Unidos questionarem as credenciais oficiais da Venezuela na ONU e que Caracas tem tido vários encontros com o secretário-geral da ONU, António Guterres, a quem tem manifestado a disposição de aceitar ajuda, através daquele organismo, para atender às denúncias de crise humanitária no país.
Ler mais
Fonte: Diário de Notícias da Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like