Mulher de 21 anos é a viajante mais nova de sempre a visitar todos os países do mundo
Foi com 12 anos que decidiu querer conhecer cada canto do planeta Terra. Aos 18, já contava com 72 países carimbados no passaporte. No dia 31 de maio, a californiana Lexie Alford cruzou a fronteira da Coreia do Norte. No peito era atravessada por um misto de “gratidão, alegria e satisfação”. A descrição é da jovem de 21 anos e a razão do tornado de emoções prende-se com o culminar de uma aventura que a levou a quase todos os recantos do mundo. De acordo com o site Dinheiro Vivo, o desejo de cruzar o mapa-mundo desde criança fez com que Lexie Alford entrasse no Guinness World Record, destronando outros viajantes como o britânico James Asquith, que desde 2013 e com 23 anos era o viajante mais jovem a visitar todos os países do mundo, ou Cassie De Pecol, de 27 anos, a primeira mulher da história a fazer o mesmo, indica o El Mundo. Proveniente de uma família de agentes de viagens, conhecer todos os países do mundo, pelo menos os 196 soberanos, era um sonho que alimentava desde tenra idade. “Os meus pais tiravam-me da escola durante semanas e meses cada ano”, conta Lexie Alford na sua conta de Instagram, onde explica que durante essas viagens estudava de forma independente. Ainda em criança conheceu países como Cambodja, Argentina e Egipto. Desde então tem viajado sozinha durante sete meses e enfrentado todo o tipo de dificuldades, entre elas a obtenção de visto para entrar em alguns países, onde os norte-americanos não são bem-vindos. Ainda que, de acordo com as regras do Guinness World Record, não seja necessário perder-se dentro da Coreia do Norte para conseguir a sua aprovação. Basta um pé no lado norte-coreano da Área de Segurança Conjunta da fronteira entre as duas Coreias. “No início, só queria forçar todos os meus limites”, disse à revista Forbes. “Até que começou a ser um grande desafio, eu não me apercebi de que estava a inspirar outras pessoas, especialmente outras jovens. Estava determinada a mostrar que o mundo não é tão assustador quanto os media nos mostram e que há bondade em todo o lado”, explicou. A jovem financiou a aventura com o seu próprio dinheiro e algumas parcerias com marcas, mas não teve qualquer patrocinador. Depois completar a sua jornada, Lexie Alford tem agora de entregar cerca de 10 mil provas, por ordem cronológica, à organização do Guinness World Record para documentar todos os seus destinos e garantir o título. Como é exemplo a imagem onde segura um cartaz que diz “Coreia do Norte. 31 de maio de 2019. País número 196”.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like