Acusação contra Kevin Spacey colapsa em tribunal
Justiça deixa cair acusação contra o ator norte-americano depois de alegada vítima de crime sexual ter recusado explicar a eliminação de mensagens de telemóvel potencialmente ilibatórias. Procuradores distritais do Massachusetts anunciaram a retirada de uma acusação de crime sexual ao actor norte-americano Kevin Spacey, que era suspeito de ter apalpado um homem de 18 anos. A decisão, noticiada esta quarta-feira pela imprensa norte-americana, é tomada depois de a alegada vítima ter recusado responder em tribunal às suspeitas de que terão sido apagadas mensagens do seu telemóvel que poderiam ilibar Spacey, e que os seus familiares terão tido acesso ao telefone durante o decorrer das investigações, alterando o seu conteúdo.  O alegado crime teria acontecido no restaurante e bar Club Car, na ilha de Nantucket, em Julho de 2016. O caso foi denunciado publicamente em 2017 pela mãe da suposta vítima: Heather Unruh, uma antiga apresentadora de televisão. Numa conferência de imprensa, Heather acusou Spacey de ter comprado bebidas alcoólicas ao filho de 18 anos (sendo que a idade legal para beber no Massachusets é de 21 anos), tendo depois abusado da vítima. “Kevin Spacey comprou-lhe bebida atrás de bebida e, quando o meu filho estava muito bêbedo, Spacey avançou e abusou sexualmente dele”, disse. O ator terá, alegadamente, enfiado as mãos dentro das calças da vítima e agarrado os seus genitais. “Ele não denunciou o crime naquela altura, mas foi por vergonha e medo”, detalhou Unruh. Spacey sempre negou a acusação, que cai agora em tribunal. O ex-protagonista de House of Cards continua no entanto a ser alvo de acusações de outras potenciais vítimas, todas do sexo masculino, que dizem ter sido assediadas pelo ator quando eram jovens ou menores. Em outubro de 2017, o actor Anthony Rapp, atualmente a trabalhar na série Star Trek: Discovery, acusou Spacey de o ter assediado quando tinha apenas 14 anos.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like