Modelo sul-africana e noivo alemão violentamente espancados por motivos racistas
A modelo Mirriam Ngomani e o empresário alemão Tobias Zehetleiner foram espancados num casino em Pretória, na África do Sul, por um grupo de jogadores de rugby, por motivos racistas, adianta o jornal SOL. De acordo com a imprensa internacional, o casal estava numa fila para levantar um prémio, quando um homem atirou um cigarro aceso na direção da manequim. O noivo de Mirriam Ngomani, Tobias Zehetleiner, de 36 anos, foi ter com o agressor a fim de esclarecer a situação. Mas em resposta ouviu uma frase que o chocou: "O que é que se passa contigo? Namoras com um babuíno, uma macaca", disse o homem que atirou o cigarro, antes de ser afastado por dois amigos. Os insultos ao casal prosseguiram, até que o alemão decidiu confrontar o grupo de amigos. "Três deles saltaram imediatamente para cima de mim e começaram a dar-me pontapés. Foi então que vi Mirriam a ser atacada e saltei em defesa dela. Nesse momento vieram todos agredir-me. Fiquei inconsciente e quando acordei todos tinham desaparecido", relatou o empresário citado por vários órgãos de comunicação sul-africanos. Tobias Zehetleiner revelou ainda que encontrou a noiva com vários ferimentos graves, incluindo uma perna partida. "O medo dela enquanto manequim é ficar coxa ou com cicatrizes", acrescentou. O casal apresentou queixa na polícia e o empresário já fez saber que não vai descansar enquanto não acabar com a carreira dos agressores. Recorde-se que os suspeitos farão parte de uma equipa de rugby.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like