Serviços secretos venezuelanos mantêm 17 detidas cujos tribunais ordenaram libertar
Entre os cidadãos que o Sebin mantém presos, apesar de os tribunais terem ordenado que fossem libertados, estão 14 funcionários da Polícia de Chacao (leste de Caracas) e três ativistas políticos.
Ler mais
Fonte: Diário de Notícias da Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like