Produção de ovos e pescado capturado aumentam na Madeira
A produção de ovos, o abate de gado e a pesca cresceram relativamente ao período homólogo enquanto o abate de frango registou uma redução, informa a Direção Regional de Estatística da Madeira. De acordo com a DREM, a produção de ovos nos aviários industriais da Região, rondou os 9,9 milhões de unidades no 1.º semestre de 2019, aumentando 23,9% em termos homólogos. No mesmo período, o abate de frango decresceu 1,9% face aos primeiros seis meses do ano anterior, totalizando 1 561,2 toneladas. Por sua vez, segundo dados fornecidos pelo Centro de Abate da Região Autónoma da Madeira (CARAM), o gado abatido atingiu as 404,7 toneladas (+5,5% em termos homólogos). De acordo com a mesma fonte, no domínio da pesca, a informação recolhida junto da Direção Regional de Pescas para o 1.º semestre de 2019, mostra que este período caraterizou-se por aumentos homólogos tanto nas quantidades capturadas de pescado (+44,8%, cifrando-se o total dos primeiros seis meses deste ano em 4 228,7 toneladas) como no valor de primeira venda (+31,9%, sendo o total semestral de 12,1 milhões de euros). Foram os acréscimos nas capturas de atum e similares que em grande medida determinaram o crescimento dos números globais para o período em referência. Com efeito, a quantidade capturada de atum e similares aumentou 71,0% e o valor de primeira venda subiu 63,9% em termos homólogos. A espécie com maior volume de capturas nos primeiros seis meses deste ano foi efetivamente o atum e similares (66,4% do total). No mesmo período, a captura de peixe-espada preto aumentou 12,1% em quantidade e 0,8% em valor de primeira venda. O preço médio de pescado apurado na primeira venda para o período em referência (excluindo-se nestes cálculos o pescado descarregado destinado a autoconsumo) foi de 2,88€ (3,16€ no mesmo período de 2018), com o preço médio para o atum e similares a atingir os 2,69€ (2,81€ no período homólogo) e para o peixe espada-preto os 3,49€ (3,88€ nos primeiros seis meses do ano precedente).
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like