Lucro do Bank of America sobe 5,7% para 6,47 mil ME no 1.º trimestre
O Bank of America teve um lucro recorde de 7,31 mil milhões de dólares (6,47 mil milhões de euros) no primeiro trimestre de 2019, um aumento de 5,7% face ao período homólogo. O Bank of America, segundo maior banco dos Estados Unidos em ativos, informou hoje em comunicado que o seu lucro líquido por ação se fixou em 70 cêntimos de dólar por ação, entre janeiro e março, face aos 62 cêntimos de dólar registados no mesmo período do ano passado, uma subida de 13%. O resultado ficou acima do esperado pelos analistas, que antecipavam um lucro de 66 cêntimos de dólar por ação. O grupo teve receitas de 23 mil milhões de dólares (20,36 mil milhões de euros) nos três primeiros meses do ano, em linha com o registado no primeiro trimestre de 2018, registando um ligeiro recuo de 0,3%. O total de empréstimos concedidos no primeiro trimestre ascendeu a 944 mil milhões de dólares (835,5 mil milhões de euros), um aumento de 1% face ao período homólogo. Já os depósitos subiram quase 5% até 1,36 mil milhões de dólares (1,20 mil milhões de euros) nos primeiros três meses do ano. O presidente executivo Brian Moynihan destacou, citado pela agência Efe, que os resultados foram históricos e apontou a solidez do “crescimento económico e das atividades de consumo nos Estados Unidos”, apesar de “um ambiente complicado nos mercados de capital”. “Reduzimos as despesas em 4% face ao primeiro trimestre de 2018”, disse também Brian Moynihan, que antecipou melhores resultados no futuro, destacando que o Bank of América aumentará o salário mínimo por hora dos trabalhadores que entrem na empresa e terá 350 novas sucursais em mercados novos e existentes até 2021. As ações do Bank of América desvalorizavam 2,5% para 29,08 dólares na bolsa de Nova Iorque.
Ler mais
Fonte: Jornal de Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like