Pedro Proença espera resolução rápida da lei contra violência no desporto
“Acontecem alguns episódios que não nos devemos orgulhar e percebe-se a frustração de alguns dirigentes. É contra isso que combatemos e que estamos aqui, pois esta lei teima em não sair e em não dar possibilidade às organizações, federações e ligas de poderem executar aquilo que, há muito, vêm regateando”, concluiu o presidente da LPFP.
Ler mais
Fonte: Diário de Notícias da Madeira

Mostrar mais notícias
Carregando...



Se ainda não gosta de nós no Facebook faça like